sábado, 5 de setembro de 2009

Passeios de Plutão Pelo Mapa Natal

“Quem, se eu gritasse, entre a legião dos Anjos me ouviria? E mesmo que um deles me tomasse inesperadamente em seu coração, aniquilar-me-ia sua existência demasiado forte. Pois que é o Belo senão o grau do Terrível que ainda suportamos e que admiramos porque, impassível, desdenha destruir-nos? Todo Anjo é terrível. E eu me contenho, pois, e reprimo o apelo do meu soluço obscuro. Ai, quem nos poderia valer? Nem Anjos, nem homens e o intuitivo animal logo adverte que para nós não há amparo nesse mundo definido.”
Rainer Maria Rilke – Elegias de Duíno

Em todos os mitos, contos, histórias e filmes, chega o momento em que o herói tem que enfrentar seu inimigo cara a cara se quiser ter um pouco de paz na vida. Nós também, mais dia menos dia, temos que olhar para nossa Sombra e enfrentá-la no lugar de ficar justificando nossas distorções negativas por que o mundo é mau, como se não participássemos dele. Jung dizia que o objetivo de nossa existência era a individuação, que ele definia como o processo onde criamos, a partir de nos mesmos, aquele ser único que no fundo sentimos que somos. Os trânsitos de Plutão são bons períodos para fazer essa confrontação e aprender a se aceitar como se é, com toda a força, sombra, luz e vulnerabilidade, pois esse é o início de uma verdadeira e positiva auto-estima, aquela que vem de um conhecimento profundo de quem se é. Se você está passando por algum processo difícil de Plutão, lembre-se que nossa destrutividade tem mais força quando está na sombra, no inconsciente, mas perde seu poder quando conscientizamos e trabalhamos com isso. Você pode se tornar mais livre e autêntico se tiver coragem de aceitar o que está acontecendo em vez de tentar controlar ou lutar contra o que quer que seja. Aqui vão algumas dicas e receitas de bolo a respeito de como Plutão pode agir sobre os astros do nosso mapa, mas que não devem ser tomadas ao pé da letra, e sim servir para reflexão sobre os processos.

Trânsitos de Plutão pelo Sol Natal
Plutão é tradicionalmente associado à idéia de regeneração e renascimento, portanto, quando ele entra em contato com a essência simbolizada pelo Sol, vamos ter períodos de grandes transformações internas. Uma das características desses processos é que nossas crenças e opiniões ganham muita força, e parece mesmo que se fica mais seguro das próprias idéias e objetivos de vida. Esse parece ser o caminho mais comum para entender como aquilo que acreditamos nos faz criar o mundo que vivemos, e então nos estouramos e temos que rever quem somos e o que queremos. O Sol é nossa grande fonte de Luz e Plutão é o portador da Sombra que essa Luz pode produzir. O encontro dos dois significa ter que olhar para o que fazemos com nossas vidas sem esconder as motivações egoístas ou os objetivos mesquinhos. Algumas pessoas me relatam uma necessidade obsessiva de mudar e abrir mão de situações seguras durante esses trânsitos. Esgotos estouram, não temos como cumprir promessas feitas assim como os outros também não cumprem as feitas a nós, percebemos com clareza as más intenções alheias, podemos descobrir muitos podres de pessoas que gostamos, e nos deparamos, sem querer, com a colônia de cupins que estava destruindo nossa linda casa de madeira. Como seus irmãos transaturninos, Plutão também está trabalhando em função de um maior amadurecimento da nossa humanidade, e aqui isso significa olhar para a verdade daquilo que vivemos sem os enfeites morais, materiais, espirituais, ideológicos, etc. Como o Sol fala de nossos processos internos de desenvolvimento, muitas vezes é difícil trabalhar o que está acontecendo em nossas entranhas quando o resto do mundo parece continuar do mesmo jeito. É importante dar credito a essa percepção interna e buscar a mudança de direção, mesmo com todo o medo e insegurança que isso traga, pois Plutão faz com que se tenha que renunciar ao passado para se começar algo novo e mais verdadeiro que ainda não se experimentou. É preciso limpar os sótãos e porões e aceitar que não há como um ser humano controlar o Universo, apesar das crenças e sensações que tivemos quando pequenos. E é bom não tentar forçar as coisas no sentido contrário se você não quiser se machucar mais.

Trânsitos de Plutão pela Lua Natal
A Lua está diretamente conectada com nossas estratégias emocionais de sobrevivência e Plutão, ao se encontrar com esse luminar, vai mostrar que essas defesas não funcionam mais. Geralmente ouço relatos bem difíceis sobre esses períodos, pois o mais comum é uma sensação de profunda vulnerabilidade, como se todas as feridas de infância resolvessem infeccionar ao mesmo tempo e nada conseguisse abaixar a febre. As duas armas preferidas de Plutão são as paixões e as doenças, por serem experiências em que nossas fantasias de força, nossa auto-imagem como seres inteligentes e donos do próprio destino, caem por terra. Como a Lua rege as nossas reações emocionais, Plutão faz com que experimentemos mais intensamente aquilo que sentimos, o que pode trazer muita ansiedade e medo. As tentativas de controlar isso só trazem mais problemas e aumento da tensão. Esses são processos de profunda mudança emocional, que não é possível ser acompanhado por uma racionalidade comportamental, mas que ajuda muito ter um acompanhamento terapêutico. Uma das coisas que precisamos aprender rapidamente na infância é a esconder aquilo que não é bem visto pela família onde nascemos, para assim podermos ser aceitos e cuidados naquele ambiente. Isso pode significar não poder sentir raiva dos pais, ciúmes dos irmãos ou ter muita iniciativa por que a família tem dogmas religiosos muito rígidos que condenam essas atitudes; ou não se pode ser sensível, amoroso e sentimental porque isso é visto como fraqueza; ou nos vemos cercados por pessoas que vêem com maus olhos aqueles que lêem muito, são muito curiosos e mais introspectivos, por acharem que a vida tem que ser cheia de atividades externas e trabalho concreto. Sejam quais foram os ajustes emocionais que tivemos que fazer para nos adaptarmos à estrutura familiar, a Lua tem armazenado nossas estratégias para sobreviver e nos vincular afetivamente no nosso ambiente de origem. Plutão entra em contato com nosso ambiente lunar mostrando o que foi escondido, expondo o custo dessa adaptação e percebemos que não podemos continuar como estávamos. Isso nos abala profundamente por ameaçar nossa sensação de segurança e nossas fantasias de controle e, geralmente nos vemos com uma característica emocional plutoniana bem desagradável, chamada obsessão. Os jogos de poder e manipulações emocionais que fazemos e que somos vítimas ficam muito conscientes, e temos que fazer algo a respeito. Isso significa perder uma inocência fruto da imaturidade emocional para adquirir força intuitiva. É preciso deixar ir embora aquilo que nos faz mal, nos purificarmos das dores do passado, para que novas pessoas e oportunidades de vínculo possam surgir, e assim possamos ter maior intimidade e uma auto-imagem mais real.

Trânsitos de Plutão por Mercúrio Natal
Mercúrio mostra a maneira como trocamos informações com o mundo, e Plutão faz com que esse intercâmbio ganhe intensidade. É comum que passemos um tempo achando que nossos padrões de pensamento estão um tanto estranhos, o que causa certa tensão, mas que também estamos mais criativos e profundos, o que pode ser bem construtivo quando canalizado. Nossa mente sente atração pelos abismos misteriosos da psique e da vida em geral quando visitada por Plutão. Artistas e escritores costumam relatar que esses são períodos muito férteis. Mercúrio é o único deus da mitologia Greco-romana que consegue entrar e sair de todos os reinos, desde os picos olímpicos às profundezas do Tártaro, sem que isso crie problemas mais sérios. Se há alguma dificuldade de expressão mercuriana, algum trauma quanto à própria curiosidade ou preconceito com relação a algum tema de estudo, esses são períodos para se entender e limpar essas questões. As obsessões características de Plutão costumam aparecer também em suas visitas ao Deus dos Ladrões, e podemos nos perceber manipulando idéias para ganhar jogos de poder ou tentando controlar o que pensamos e retalhando as idéias dos outros. Esse não é um caminho muito proveitoso para essa energia, pois Plutão alimenta aquilo que escolhemos plantar, e então passamos a ficar bem paranóicos com a colheita que teremos. Mercúrio também rege os nossos 5 sentidos, e podemos passar por períodos em que nossa visão, olfato, paladar, tato e audição parecem não responder como costumavam. É sempre bom passar por um médico ao observar essas mudanças, mas lembrando que se está passando por um processo que visa mudar a interação com o mundo, e que coisas que parecem estranhas podem significar uma percepção mais aguda, não necessariamente a perda de algum sentido. Se conseguirmos abrir mão da necessidade de controle durante esses trânsitos - que é a fonte de tensão desses períodos -, é possível se abrir para novas experiências sem ter medo de parecer medíocre ou amador demais, e então novos aprendizados podem ser realizados e muitos dons adormecidos despertados.

Trânsitos de Plutão pela Vênus Natal
Plutão costuma seduzir nossa Vênus através de um narciso na beira do abismo, exatamente como o deus faz com sua sobrinha Core. Nossa maneira de dar e receber amor, beleza e prazer ganham intensidade e por isso precisamos perder a inocência para ganhar profundidade. Core tem que se transformar em Perséfone. O símbolo de Vênus é o escolhido para representar o próprio feminino, mas isso não quer dizer que é posse exclusiva do gênero, mas apenas que é mais incentivado nas mulheres, e por isso mais facilmente conscientizado nelas. Cada vez mais vemos homens tomando posse da sua capacidade de troca amorosa e de busca por beleza e prazer em suas vidas sem depender de uma esposa ou mãe. Sorte deles, principalmente durante uma visita de Plutão à Vênus. Mulheres que precisam de uma figura externa para exercer sua Vênus (o tipo que tem do vestuário ao gosto musical definido pelo parceiro) costumam ter muitos problemas nos processos Vênus/Plutão. A idade em que esses trânsitos acontecem também devem ser levados em conta, já que na adolescência nosso gosto é muito mais determinado pelo nosso grupo do que por nossa recém adquirida consciência de individualidade, e quando temos mais anos de estrada é mais fácil perceber o que nos dá realmente prazer e alegria na vida. Ao menos em teoria. O mais comum é encontrarmos parceiros plutonianos durante esses trânsitos, e vivemos relações com boas doses de manipulação, possessividade, desejos obscuros e sentimentos rudes que destroem os castelos com príncipes, princesas e finais felizes. Quanto mais obsessivo se fica, mais o objeto de nosso desejo costuma se afastar. Fica muito claro que estamos buscando segurança no outro e chamando isso de amor. A possibilidade contrária também é possível, e quanto mais nos afastamos daquela pessoa que se mostrou perigosa ou diferente daquilo que queremos em um companheiro, mais o outro se mostra empenhado em nos conquistar. Plutão traz para a consciência toda a destrutividade que confundimos com amor, quando se envolve com Vênus. Se atrairmos um carrasco é porque cremos que somos vítimas, ou seja, abrimos mão de nossa força por temê-la. Esse trânsito é a oportunidade de nos purificarmos e libertarmos dos equívocos destrutivos que acumulamos durante a formação da nossa identidade, e as desigualdades que antes aceitávamos em nossas relações vão se tornando insuportáveis. Quando Plutão transita por nossa Vênus ficam claras, também, as armas que temos para conquistar e nosso desejo por moldar os outros. Depois que se vê isso no próprio espelho é impossível falar que só temos boas intençõe nos nossos relacionamentos. É comum se ver na posição tanto de abusador quanto de abusado. Precisamos entender durante esses trânsitos que não há como se abrir para alguém que nos trata mal e chamar isso de amor. Plutão nos obriga a um profundo amadurecimento em nossa busca por Amor, Beleza e Prazer na vida, e isso significa ter que deixar muitas ilusões para trás de modo a criar espaço para a força que existe em nosso desejo de união com o outro. É a chance que temos de viver com maior intensidade quem somos. É comum que o gosto musical, a maneira de se vestir, o modo de experimentar o prazer mudem, e você vai poder ter certeza, no fim do processo, que aquilo que dá gosto em sua vida é algo que reverbera profundamente em você.

Trânsitos de Plutão pelo Marte Natal
Se você reclama de não ter energia para ir atrás do que quer, durante os trânsitos de Plutão por seu Marte seus problemas acabaram! Plutão intensifica a força marciana para ir atrás daquilo que se quer, e mesmo os Martes mais civilizados se sentem fortes para conquistar “a parte que te cabe desse latifúndio”. Se a pessoa é do tipo que tem problemas com essa energia marciana e acha de mau gosto ou egoísta agir de maneira direta, isso pode se transformar em tensão interna e causar muitos problemas. Plutão revela o que há por baixo do verniz educado da nossa personalidade e Marte é uma força bruta que faz nossa natureza vital se expressar, fazendo desse encontro algo um tanto bárbaro. Algumas pessoas mais idealistas ficam constrangidas com tanta intensidade, e tentam suprimi-la fechando-se, pois não sabem o que pode acontecer se essa força toda vier para fora. Geralmente essa é a base inconsciente para se criar doenças e acidentes para que a pessoa enfrente seus medos. Quando começamos a sofrer violências externas repetidamente, é importante estar vendo o que isso significa internamente. Como Marte simboliza nossa energia sexual, Plutão também irá estimular nosso desejo nessa área, o que ainda hoje representa um problema para alguns. É preciso mesmo lidar com muitas energias difíceis, que causam desconforto nas nossas relações sociais, como raiva, inveja, disputas, etc. Ir atrás daquilo que se quer muitas vezes significa ter que deixar um lugar tranqüilo e infeliz para abrir novas formas de se estar no mundo, o que provavelmente revelará aquilo que impedia seu desenvolvimento em nome de uma harmonia de fachada. O que fazer quando aquele amigo se mostra invejoso com suas conquistas, ou seu maior desejo sexual faz com que seu parceiro fique ciumento e possessivo porque não consegue acompanhar seu pique? Nas visitas de Plutão ao nosso Marte é preciso aprender a lidar com esses sentimentos que foram deixados no inconsciente por serem pouco civilizados. Mas se você tem um trabalho que gosta e onde pode exercer sua criatividade e uma parceria de confiança e respeito, não será tão difícil canalizar toda essa força de maneira construtiva, e assim os rompimentos necessários para uma expressão mais verdadeira logo se mostram libertadores, mesmo quando desconfortáveis. Mas se você está passando por uma fase mais solitária e seu trabalho não traz satisfação pessoal, é bom você começar a fazer alguma atividade extra para direcionar essa energia, como boxe ou yoga tântrica. Os relacionamentos que se formam nesses períodos costumam ter grande intensidade sexual e não levam muito em conta o caráter do parceiro, então se recomenda não levar para casa o primeiro ser interessante que aparecer pela frente, pois geralmente será um modelito “chave de cadeia” básico. Se você ainda não encontrou uma maneira criativa de utilizar seus dons para agir no mundo, a recomendação é parar de culpar o mundo e começar a experimentar coisas – que pode ser desde servir mesas até fazer esculturas de areia – para achar aquilo que quer fazer em vez de ficar acumulando rancor em seu interior até explodir em alguma doença ou experiência violenta. Cuidado e intensidade não costumam caminhar juntos, mas se você consegue articular essas duas características internamente, esses trânsitos costumam gerar as grandes viradas de vida que vemos se transformando em filme tempos depois.

Trânsitos de Plutão pelo Júpiter Natal
O otimismo jupiteriano e a intensidade plutoniana costumam fazer com que busquemos horizontes mais profundos em nossas vidas, mas isso não significa, necessariamente, períodos de maior introspecção. Na mitologia, Júpiter e Plutão são irmãos, mas cada um tem seu próprio reino e um não se mete na vida do outro. Nesse sentido, as visitas do senhor do Hades ao seu irmão caçula costumam nos trazer uma sensação de desconforto, pois nossa natureza aventureira e expansiva, representada por Júpiter, ganha um peso que dificulta o caminhar. Aqui, porém, saímos da espera dos astros pessoais e entramos na dimensão mais social da nossa personalidade, portanto, a mudança que precisamos realizar não nos atinge tão internamente. Um coisa que costuma acontecer com freqüência é a pessoa começar a fazer todos os workshops que aparecem pela frente, desde decoração de interiores até imersão terapêutica com os monges do Himalaia. “Tudo que é humano me interessa”, já dizia o jupiteriano Montaigne. Se tiver uma boa propaganda, então, nem me fale! Mas os trânsitos de Plutão nos enchem de intensidade para que nos livremos da fachada e encontremos o potencial escondido. Se juntarmos o exagero de Júpiter e a obsessão de Plutão, as coisas podem ficar um tanto difíceis de se viver, e é bom se cuidar para não ter um colapso nervoso com tantas coisas. Existe, porém, um momento de cumplicidade entre Júpiter e Plutão na mitologia que pode ilustrar bem o significado mais profundo desses trânsitos. Quando Plutão rapta Core para transformá-la em Perséfone, ele conta com total conivência de Júpiter, que, aliás, é pai da donzela. Demeter descobre que sua filha havia desaparecido e grita por ajuda, mas Júpiter sai de fininho como se não soubesse de nada. Só depois que Hélio, o Sol, tem compaixão da pobre deusa e lhe conta o que aconteceu, o senhor do Olímpio vai conversar com Demeter para que ela não destrua a Terra. Podemos entender, então, que a perda da inocência do trânsito plutoniano não é um problema quando se trata de nosso Júpiter natal, pois esse planeta nos anima a buscar a verdade: esse é o ponto do nosso mapa que acredita na possibilidade de nos tornarmos melhores e maiores. Os períodos em que Plutão visita Júpiter acabam se tornando muito férteis e abrindo novas dimensões de compreensão em nossas vidas, além de trazer para nosso mundo novas relações e grupos para compartilhar aquilo que estamos aprendendo.

Trânsitos de Plutão pelo Saturno Natal
Quando da Guerra dos Titãs, Saturno foi parar no Tártaro, sob custódia de Plutão. Saiu de lá muito mais manso, indo reinar na Ilha dos Bem Aventurados, para onde iam os heróis após sua vida terrena. Saturno marca o ponto em nosso mapa onde vivemos uma série de restrições que nos forçam a amadurecer e criar uma estrutura para nos estabelecermos como adultos. Nunca estamos totalmente satisfeitos onde temos Saturno, pois ali sabemos que quanto mais experiências acumulamos, melhor será nossa habilidade e possibilidade de atuação. Isso significa que, por mais terapia que fizermos, sempre haverá uma ponta de insegurança, uma sensação de ameaça à nossa auto estima, em nossa área saturnina. Isso nos ajuda a sermos prudentes e assumirmos a responsabilidade por aquilo que queremos ser, mas também pode criar uma estrutura que só visa fugir do medo, cristalizando uma prisão para nossa criança em lugar de construir nossa base de autoridade adulta. Onde há medo e confusão podemos apostar que há alguma distorção que alimenta as áreas inferiores de nós mesmos, e essa é a matéria prima para as transformações de Plutão. Saturno fala da construção de nossa autoridade no mundo, e Plutão tem uma ligação intensa com o poder, então uma das possibilidades desse período é a de encontrarmos pessoas em posição de poder que não possuem a devida experiência que lhes dariam autoridade. Esse tipo de confronto pode nos fazer olhar para todas as experiências, toda a seriedade e persistência que tivemos na vida e nos dar coragem para olhar nossas verdadeiras ambições, o lugar que queremos alcançar no mundo, nos libertando de muitos dos condicionamentos sociais que carregávamos. Assim podemos encarar o medo de sermos questionados ou de nos sentirmos insignificantes. Nessas épocas de visita de Plutão ao nosso Saturno questionamos profundamente as figuras de autoridade, pois conseguimos ver suas sombras com clareza. Plutão oferece a Saturno um olhar mais profundo para suas ambições e medos, sendo possível perceber, então, onde temos uma estrutura real e onde nos acomodamos em uma prisão triste que nos impede de crescer. Esses processos são bem bonitos no papel ou na boca de um astrólogo, mas é preciso mais do que boas intenções para explorar nossos condicionamentos e falsas estruturas de segurança. Plutão dá força e energia a Saturno para que tenhamos coragem de experimentar o quanto somos capazes, o quanto realmente estamos maduros, pois conseguimos entender e tomar consciência da origem de nossas apreensões e medos de expressão no mundo. Saturno sempre envolve uma dificuldade externa que nos obriga a buscar respostas internamente, e quando Plutão se envolve nesse processo isso fica ainda mais forte. É preciso estar atento a si mesmo nesses trânsitos para tirar proveito das dificuldades que podem surgir. Mas a promessa é que depois possamos ir para a Ilha da Bem Aventurança, desfrutar daquilo que heroicamente conquistamos.

55 comentários:

Anônimo disse...

Oi Teca!

Meu nome é Anderson, já estive por aqui antes...
Ps: Tenho Saturno em Escorpião na Casa 12. ;)

Tenho Lua em Capricórnio na Casa 2, minha dúvida é sobre a passagem de Plutão por ela!

Vai ser um Trânsito pesado não??? Algumas lembranças ruins podem exteriorizar?

Bjss

Teca Dias disse...

Oi Anderson, que bom saber de vc!
O Senhor das Profundesas não aparece de maneira muito delicada mesmo, e mais que as lembranças, ele costuma trazer à tona as vivências ruins. Mas é porque qdo somos pequenos construimos defesas e resistências equivocadas contra a vida na tentativa de não sofrer mais, e aí o Plutão detona essas falsas defesas. A Lua em Capricórnio, como vc deve bem saber, é bem desconfiada em relação a vida, e aí vc tem que cuidar bem dela e acreditar que as mudanças podem fazer da sua vida algo mais rico e profundo. Esse é um processo em que ficamos mais sensíveis e mais fortes. A fantasia de que é nos endurecendo que ganhamos força é um ENORME equívoco, que Plutão trata de arrumar. Coragem, que vale a pena!
Beijo
Teca

Anônimo disse...

Entendi Teca!

Obrigado!

Bjs

Anderson

Anônimo disse...

Olá! Gostei muito do que escreveu sobre Plutão.
Estou com plutão em Tr. conjunto ao meu sol e sinceramente nunca na minha vida me senti tão deprimida. Aliás, nunca fui deprimida!!!
Não sei se isso se deve tb ao facto de ter saturno em tr. em quadratura ao meu sol. Sinto-me como se tivesse deixado de haver esperança, futuro, possibilidades.
Gostaria se possível que comentasse.
Nasci no dia 23 de dezembro, 1962 em Lisboa, Portugal
Tudo de bom.

Maria Lucas

Teca Dias disse...

Não perca a esperança, Maria Lucas, os processos que vivemos sempre estão a serviço de nos tornarmos maiores e mais bonitos como seres humanos, e isso vale todo o trabalho que temos. O Sol é nosso herói interno, e o seu está tendo que enfrentar alguns dragões bem fortes. Por um lado, Saturno está mostrando a seu Sol que se ele quiser algo terá que se esforçar e levar a sério os seus desejos. Para te mostrar isso ele retira bastante vitalidade do seu Sol, e aí, com pouca energia, vc é obrigada a pensar mais e focar sua energia naquilo que vc realmente quer em vez de ficar gastando em qualquer coisa que apareça pela frente. A dica aqui é: vá devagar e assuma suas reais ambições, leve a sério vc mesma. Isso vai te trazer estrutura e a vida vai ficar bem mais fácil qdo. vc aprender a focar sua força no que vc deseja. Já Plutão vai obrigar seu Sol a entrar nos reinos inferiores e isso vai mexer nas suas entranhas. Muitos heróis têm que fazer isso nos mitos de todo o mundo, e geralmente essa é a última tarefa antes de se ascender ao mundo dos deuses. Plutão faz com que vc tome consciência de toda a Sombra que estava escondida, então as raivas, invejas, ciúmes, paixões e outros monstros tomam conta da sua personalidade, e se vc passou muito tempo construíndo uma auto imagem de pessoa de bem, vc ficará realmente muito assustada com isso. Terra não lida muito bem com essas coisas fortes que surgem do inconsciente. A dica aqui é, não se preocupe muito com o que os outros pensam de vc e tenha coragem de olhar e aceitar com compaixão tudo que está surgindo, pois essa sombra também é vc. Lembre-se que é exatamente a nossa sombra que mostra o que viemos fazer nesse planeta, e a sua cura é nosso maior objetivo. A depressão é apenas uma tentativa de se amortecer para não olhar para isso. O que vc está chamando de falta de futuro e possibilidade na verdade é apenas uma vida nova, mais verdadeira e íntegra, que está te esperando, mas que vc só poderá ver depois que tiver coragem e humildade para se olhar por inteiro e aceitar que, como todos nós, seres humanos, também tem um lado escuro que precisa ser amado e curado. APROVEITE!!!!!
Um abraço
Teca

Laura Prospero disse...

Olà Teca,
Obrigada pelo texto sobre os trânsitos, profundo e muito bem escrito. Sou uma eterna estudante em astrologia e nos momentos mais complicados, é através desta linguagem que consigo ver (ou dar) um sentido na vida.
Parabéns pelo blog.
Laura

Teca Dias disse...

Oi Laura
Bem vinda. Eu também sou uma eterna estudante da astrologia, e me encanta o quanto ela nos ensina sobre nós mesmos. Que bom vc ter gostado da minha tradução.
Um abraço
Teca

Anônimo disse...

Nasci em 18/10/1965,tenho a lua em cancer no ascendente, saturno em peixes na casa 8 e netuno na casa 4em escorpião.Sempre achei que qualquer fato grave na minha vida estraria ligado à saturno, plutão ou urano.Mas minha mãe faleceu em 1998 com oposição exata de netuno em transito à lua natal.Os outros planetas aparentemente não faziam aspectos importantes.Pode comentar isso?

Teca Dias disse...

Oi Eduardo,
As crises de saturno, urano e plutão costumam ser mais claras mesmo, principalmente porque vão falar de coisas mais pessoais: saturno cobra responsabilidade por nossas ambições íntimas, urano por nossa liberdade pessoal e plutão quer que assumamos nossa sombra. Isso muitas vezes é o que nos leva ao divã do psiquinalista ou à consulta astrológica, mesmo qdo insistimos em projetar essas coisas no mundo e culpar os outros por nossos problemas. Já com netuno trabalhamos dentro de uma esfera muito mais sutil, e portanto muito mais difícil para nós que ainda vivemos dentro de uma realidade muito grotesca e de emoções "baratas". Netuno nos obriga a buscar algo que está além das nossa vivência física, e que chamamos transcendência. Saturno pode trazer muitas dificuldades e frustrações, urano muita insatisfação e rebeldia, plutão um bocado de obcessão e raiva, mas netuno simplesmente faz com que coisas que amamos desapareçam, e se insistimos em ir atrás daquilo que perdemos, vamos entrar em um monte de abismos e labirintos que não nos levam a lugar nenhum. Netuno exige que vivamos aquilo que chamamos fé, sem provas sobre a verdade e sem esperança de recompensas. É muito duro, e não é raro que essa vivência esteja ligada à perda de alguem querido. Com uma lua em cancer no ascendente, imagino como isso deve ter sido realmente difícil. É assim que aprendemos que amar e perder são dois aprendizados irmãos, e que na verdade nossas ligações amorosas são maiores do que nossas ligações físicas. Mas isso é pouco para explicar essa vivência. Sinto pela sua perda, e espero que o Amor que traz Netuno possa te dar alento.
Abraço

Anônimo disse...

Olá Teca, cheguei ao seu site "sem querer". Sem querer entre áspas pois não acredito em coincidências! Adorei a meneira como você escreve, como se expressa! Estou passando pelos trânsitos de Plutão em meus transaturninos natais e também em meu Marte! Esse trânsito é realmente muito forte e eu estou sentindo e vivenciando tudo o que você diz aqui. Também sou uma eterna estudante da Astrologia e gostaria de saber se lhe é possível postar sobre os trânsitos de Plutão pelo Urano e Netuno Natal. Pois o Plutão está passando neste momento pelo meu Urano (e Marte) e fazendo conjunção com meu Netuno. Daqui há um tempo irá passar pelo meu Saturno, Vênus e Mercúrio também, pois estão todos em Capricórnio! Agradeço por ter encontrado seu blog e uma astróloga tão competente como você. No aguardo de seu comentário, agradeço pela atenção.

Teca Dias disse...

Oi anônima,
Estou mesmo devendo uma postagem mais caprichada para falar dos trânsitos entre os transaturninos, mas realmente estou muito sem tempo. Escrevi algo sobre Plutão em Capricórnio, Urano em Aries, Netuno entrando em Peixes e Urano enquadrado Plutão que podem te ajudar nas reflexões sobre seus processos.
Além disso é bom lembrar que os transaturninos são planetas "geracionais", ou seja todos aqueles que nasceram perto da sua data de nascimento estão passando pelos mesmos trânsitos que vc. O fato dos transaturninos nos falarem de processos coletivos incoscientes é uma das grandes dificuldades para conseguirmos metabolizá-los em nossa vida cotidiana, mas existe a bonita vantagem de serem processos que podemos - e devemos - compartilhar com nossos contemporâneos. Nesse sentido, uma coisa que te recomendo é que converse com seus amigos de mesma idade para saber o que está acontecendo com eles e como estão lidando com esses trânsitos. Não existem fórmulas prontas quando tratamos de planetas coletivos, mas se nos juntarmos talvez consigamos criar algo novo que ajude no crescimento de todos. Quanto aos seus planetas pessoais em Capricórnio, continua valendo o que andei falando anteriormente. Capricórnio tem dificuldade para mudar suas "certezas" sobre a vida, e Plutão não tem pena nenhuma das nossas histórias tristes que justificam nossas defesas. A dica é aceitar a verdade daquilo que se vive e deixara ir embora a historia de vida que criou nossa identidade, para então descobrirmos mais profundamente quem somos. Meditação diária ajuda muuuuuuuuuuuuuuito.Boa sorte!
Abraço

Anônimo disse...

Muito obrigada pela resposta Teca.
E a postagem dos trânsitos já está caprichada! Não se preocupe com isso. Mesmo sem tempo, como você diz estar, você escreve coisas que ajudam aqueles que as lêem! Pode ter certeza disso! Parabéns pelo seu trabalho e muito obrigada mesmo. Beijos

Teca Dias disse...

:)

Hugo disse...

Bom dia Teca!

Gostei muito de suas explicações sobre os trânsitos de plutão.Tenho 18 anos e estou passando por momentos de fortíssimas tensões emocionais,estou passando por uma quadratura entre plutão e a lua natal ativado desde 2010,e agora o aspecto está exatíssimo.Parece que estou no meio de um grande terremoto,ainda mais que nos últimos 3 anos minha lua esteve extremamente pressionada de todos os lados.Em 2010-2011 passei pela oposição de saturno com a lua,na época a quadratura de plutão e a conjunção de urano em trânsito começavam a fazer efeito,e agora os 2 últimos aspectos estão no auge e estou perto de explodir!

E desde quando saturno fez oposição à minha lua estou sofrendo de depressão,estou completamente atordoado,porém já estou fazendo acompanhamento psicológico e espero terminar esses trânsitos renovado!

Teca Dias disse...

Nossa, Hugo, muito difícil mesmo isso tudo que vc está passando. Plutão é sempre muito perturbador porque ele expõe todos os nossos jogos psicológicos e nos obriga a ver o que há de pior em nós. Como a Lua nos mostra nossos mecanismos de sobrevivência inconscientes, ela é exatamente a guardiã desses nossos jogos, por isso os trânsitos de Plutão com relação à nossa Lua se tornam muito dolorosos e temos a impressão que não vamos conseguir sobreviver ao que o Senhor dos Subterrâneos está nos mostrando. Urano intensifica isso porque mostra onde estamos amarrados e deixando de expressar quem realmente somos por medo. Saturno entrando na dança pode servir de catalizador para o processo, sabe? Essa depressão pode ser exatamente o aterramento saturnino exigindo que vc tome posse do que está vivendo e faça algo concreto com isso, o que nos leva ao terapeuta e aos trabalhos pessoais consigo mesmo que ajudam a entender, aceitar e transformar essa consciência mais profunda que Plutão nos mostra. Ah, Hugo, e não tenha dúvida que no fim do processo vc será outra pessoa, mais íntegra, mais forte e com uma auto estima muito mais sólida, pois Plutão nos ensina a amar não só nosso lado bonitinho que agrada aos outros e que é aceito socialmente, mas também nosso lado torto, que não se encaixa nos padrões estéticos e/ou éticos das representações sociais que participamos. Assim ficamos mais inteiros e vivemos uma vida mais inteira também, além de mais profunda e mais bonita. Que os anjos todos te acompanhem nessa linda e difícil jornada, Hugo. Vc não está sozinho. Abraço

Helo Art´s disse...

Olá, Teca.. sou psicologa e astrológa transpessoal, e gostaria de parabeniza-la por divulgar essa informação tão importante. Isso ajuda a "desmistificar" a astrologia. Eu a considero mesmo um excelente instrumento de auto-conhecimento. Sou sua companheira nesta trajetória fantástica. Um abraço carinhoso,

Teca Dias disse...

Que bom Helo Art's! É muito bom ter companhia nessa jornada, com tantas mudanças acontecendo ao mesmo tempo. Bem vinda, e obrigada
Abraço

badino disse...

olá teca,

muito legais suas observações sobre os trânsitos de plutão. muito elucidadoras, também.

em um ou dois anos terei uma conjunção de plutão com meio do céu formando aspectos de quadratura com minha lua e urano natais, trígono com saturno natal retrógrado na cúspide da casa 2 em touro. e sextil com jupiter natal.

espero sobreviver a esse tsunami ou me afogar de vez com netuno natal conjunção jupiter natal na casa 8.

grande abraço

christian

badino disse...

olá teca,
muito legais suas análises sobre os trânsitos de plutão. legais e elucidadoras, também.

em um ano ou dois estarei entrando em uma conjunção de plutão com meio do céu que formará aspectos de quadratura com minha lua e urano natais, bem como trígono com meu *delicioso* saturno natal retrógrado na cúspide da casa2 em touro. esse plutão ainda fará sextil com jupiter natal que está em opocição àquele saturno gostoso que acabei de citar. espero sobreviver a esse tsunami.

ou morrer afogado com netuno natal em conjunção com jupiter natal na casa 8...

abraços

badino

badino disse...

olá teca,
muito legais suas análises sobre os trânsitos de plutão. legais e elucidadoras, também.

em um ano ou dois estarei entrando em uma conjunção de plutão com meio do céu que formará aspectos de quadratura com minha lua e urano natais, bem como trígono com meu *delicioso* saturno natal retrógrado na cúspide da casa2 em touro. esse plutão ainda fará sextil com jupiter natal que está em opocição àquele saturno gostoso que acabei de citar. espero sobreviver a esse tsunami.

ou morrer afogado com netuno natal em conjunção com jupiter natal na casa 8...

abraços

badino

Teca Dias disse...

Ui, Bandino, se preparando para uma época bem animada, hem? A Lua sempre sofre bastante quando entra em contato com transaturnino, mas é uma boa época para se fazer terapia (s)e reconstruir aquelas coisas que a gente sempre teve problema mas nunca se animou a arrumar. Já a quadratura com Urano é geracional, então conversando com pessoas da sua idade vcs podem encontrar soluções coletivas que podem ser bem interessantes. Quanto a Saturno, esses contatos sempre exigem que se faça algo com ele, e se vc conseguir lidar bem com os problemas com autoridades que devem aparecer, com certeza vc vai poder experimentar uma reconstrução dos seus valores e objetivos muito mais profundas e fortes. Coragem, e por favor, não se afogue que precisamos de gente antenada para fazer as mudanças que necessitamos... tudo de bom. Abraço

Angela disse...

Olá Teca, meu nome é Angela e Plutão entrou em trânsito em oposição ao meu Marte natal de casa 7 a 13 45' e retrog. em câncer. Esse aspecto cai no eixo 1-7. Sendo q ele já passou pelo grau 10 43' de capricórnio na casa 1, onde tenho Júpiter. Tenho ainda Saturno a 17 54' de capricórnio q participa da oposição ao Marte natal. Vc poderia me dizer alguma coisa a esse respeito ? Nasci em 1960 e sou sagitariana. Grata.

Teca Dias disse...

Oi Angela
A primeira coisa que é bom vc perceber é que a influência desse trânsito de Plutão já deve estar mexendo com vc a algum tempo, pois uns 5 graus antes do aspecto exato a gente já sente a sombra do Hades se aproximando, e Plutão entrando no Ascendente sempre é algo forte e marcante. Vcs que nasceram no início dos anos 60, com essa conjunção de Saturno/Júpiter em Capricórnio que matou Kennedy, estão tendo mesmo bastante trabalho com essa exibição das entranhas provocada por Plutão. E quando a gente tem que mostrar as entranhas e se deparar com Marte - mesmo que seja um Marte canceriano, que tem uma tendência mais para se proteger do que para atacar - não costuma-se viver situações muito agradáveis. Mas tudo vai depender muito de como vc lida com esse Marte de 7. Se ele ainda é projetado nas parcerias, provavelmente vc irá encontrar um "outro" para provocar seu lado mais obscuro, controlador e às vezes cruel (sagitário pode ser tudo isso e inventar ainda uma boa justificativa filosófica para ter que agir dessa maneira, então cuidado); ou se vc já incorporou esse Marte como sendo seu, e sabe que seu instinto básico de ação está diretamente ligado à sua busca de vínculos, vai ser importante vc estar percebendo como sua ação é influenciada emocionalmente e entender mais profundamente como os medos e inseguranças se engancham na sua sombra, principalmente quando se trata de parcerias. Bem mais fácil falar que fazer, Angela, e ajuda terapêutica pode ser muitíssimo útil. Boa sorte e tudo de bom

Anônimo disse...

Olá Teca, quero parabenizá-la e agradecer pelas postagens tão esclarecedoras e por sua generosidade em doá-las. Obrigada!
Estou passando por vários trânsitos e quero sua ajuda pra compreendê-los. Meu ascendente está a 16°28'Capricórnio (Urano está quadrando e Plutão fará conjunção em breve). Tenho Sol e Vênus em Virgem a 6°e 5°respectivamente na Casa 8 (Netuno fazendo oposição) e Lua a 5° de Câncer. Tenho Saturno a 11° de Áries no FC (Já passando pelos trânsitos de Plutão e Urano)... Ufa!...Minha Mãe faleceu qdo Plutão fez oposição à minha Lua e me separei qdo Plutão fez trígono com meu Sol/Vênus. Agora, separada e morando com meu filho, ainda não me estabilizei profissionalmente e financeiramente. Tenho medo de ficar doente e talvez até morrer com esses novos trânsitos. A minha esperança é que esse Plutão me deixe mais forte e coloque meu Poder "pra fora"... Por favor, me dê uma luz em relação a esse momento. Muito obrigada mais uma vez! Grande abraço!
Juliana

Teca Dias disse...

Oi Juliana
Pois essa quadratura entre Urano e Plutão realmente está mexendo bastante em seu mapa, hem? Então a primeira coisa a fazer é respirar. De novo. Mais uma vez. Muito bem. Virgem tem realmente uma tendência a somatizar suas crises, pois lhe parece mais fácil lidar com uma doença concreta do que com as questões internas abstratas causadoras de crises. Mas não precisa ser esse o caminho. Vc está em um processo profundo de mudanças, como as histórias que vc relata confirmam, sem nenhuma garantia de para onde as coisas vão. E essa sua tríade de personalidade - Virgem, Capricórnio, Câncer - não facilitam muito as coisas, né? Nenhum deles trabalha muito bem mudança, agora mudanças sem saber para onde se vai é realmente o ó do borogodó para eles. Pois a primeira coisa que é importante perceber, Juliana, é que vc não está só; estamos todos tendo que fazer mudanças radicais de paradigmas e de valores. Como essas mudanças estão atingindo pontos nevrálgicos da sua vida, isso está te obrigando a fazer isso com mais consciência. Coisas que são muito caras para a sua personalidade, como estabilidade, por exemplo, vão ser difíceis de ser concretizadas nesse momento, e isso pode te levar muito facilmente para o desespero, como se nunca mais você fosse ter isso, ou como se não ter essas coisas nesse momento fosse te levar à morte. Então, respire. De novo. Mais uma vez. Muito bem. Lembre-se de fazer isso toda vez que suas fantasias te levarem para esse lugar de desespero. Isso pode ajuda-la a não desenvolver uma doença fatal. Terapia também pode ajuda-la nisso. Quando os transaturninos nos visitam e trabalham temas pessoais do nosso mapa precisamos desenvolver – na marra muitas vezes – duas qualidades nada naturais: entrega/confiança na vida e coragem para olhar a verdade, principalmente as mais feias que fazem com que instintivamente viremos a cara. Tem mesmo gente que prefere morrer a aprender a fazer isso e eu não os julgo. Descobrir que a gente não tem controle da própria vida é algo muito desconcertante. Bom, e na prática? Na prática, ó ser de terra, não busque um trabalho que lhe dê segurança, mas um que possa ajudar no desenvolvimento de você dar o seu melhor, lembrando que o dinheiro no fim do mês é muito importante, mas ter algo que te obrigue a levantar da cama e encarar a vida todo dia também é. Isso pode te ajudar a perceber que a vida continua mesmo quando estamos em crise, e que a gente faz as coisas com medo, não precisa superá-lo primeiro. Só vivendo as coisas a gente pode ter certeza que não há nada a temer, que a gente é mais forte do que imaginava. E depois – durante e antes também – a gente precisa ter muita paciência e compaixão para consigo mesmo para enxergar toda a mesquinharia interna que temos com a vida, como queremos controlar tudo e todos, nossas rebeldias infantis porque a vida não é como achamos que deveria ser, também os ressentimentos que cultivamos como troféus de todas as injustiças que sofremos ao longo da vida e todas as justificativas que nos damos para o nosso lado mais terrível, desonesto e feio. Olhar, aceitar e curar isso. Tarefa para heroínas, Juliana. Precisamos muito de gente disposta a fazer isso. Mas pelo menos hoje em dia, com tantas terapias diferenciadas e métodos de meditação cotidianas, não precisamos mais fazer isso tão isoladamente, né? Felizes nós que vivemos esses tempos.
Tudo de bom! Espero ter podido de ajudar em algo.
Abraço

Anônimo disse...

Olá Teca, minha casa 12 começa a 15º16´de capricornio e tenho o saturno natal a 15º11´também de capr., considera-se como estando na 11 ou na 12?. E que esperar quando plutão fizer conjunção com o sat.(q não tem aspetos)? Obg e obg pelo seu blog!

Teca Dias disse...

Oi anônim@
Vc pode pensar seu Saturno como sendo de casa 12 com tranquilidade, pois quanto mais perto da cúspide de uma casa, ou seja quanto mais perto da linha que marca o começo de uma casa, mais forte é a influência do planeta naquela área. Bueno, e o que esperar de Plutão em contato com esse Saturno? Vai depender muito de como vc lida com seu titã, que não costuma ser muito camarada quando se aloja nos labirintos inconscientes da casa 12. Na verdade vc já deve estar sentindo as batidas na porta de Plutão, que está hj a quase 13 graus de capricórnio, e com uns 5 graus de distância já dá pra sentir sua aproximação. O Saturno de 12 muitas vezes se associa a um distanciamento da figura de autoridade na infância, fazendo com que se cresça sem uma noção real do que significa isso, o que a obriga a ir para dentro enfrentar esse desafio e se transformar nessa autoridade que lhe foi negada. O medo de não conseguir e enlouquecer no caminho pode fazer com que se queira tomar muitos caminhos estranhos onde se possa delegar isso a outra pessoa, ou então fingir que não se tem essa ambição. Então, com a aproximação de Plutão vc vai descobrir quanto de medo existe em vc para esse mergulho e vai te servir de âncora para ir mais fundo. Se vc prestar atenção nas figuras que vc considera autoridade e também nas pessoas detentoras de poder ao seu redor, provavelmente vc vai ver muitos dos arquétipos que vivem em vc ganhando vida no mundo. Preste bastante atenção nos sonhos também, que esse é o veículo tradicional de comunicação da casa 12. Se vc conseguir fazer algum tipo de trabalho com seus sonhos ou com imaginação ativa, com certeza vc ganhará dicas preciosas sobre o melhor caminho a percorrer nesse período para transcender as dificuldades. Boa sorte e tudo de melhor!

Mônica Meirelles disse...

Olá Teca, estou a admirar os seus post e sentindo sua lucidez em descrever os astros e suas interações aqui embaixo, no nosso planetinha. Tenho Asc em Capricornio e Saturno na primeira casa e Plutão irá fazer conjunção exata com este Saturno Natal. Meu Sol está em Touro (27.04.60 às 21h35 SP/SP Brasil). Será q estou a sentir os tremores desta bomba atômica de Plutão sobre o meu rígido Saturno?! Muitas dúvidas ..muitos medos... às vezes depressão bate a porta... algum conselho seria muito bem vindo! Gratidão

Teca Dias disse...

Oi Mônica; tá braba a coisa mesmo, e o único consolo que talvez vc encontre é que vc não está sozinha, e quando passar vai ser ótimo!! Com certeza vc já está sentindo os efeitos plutonianos desde 2008, quando ele começa a conjunção com seu Asc, já em perfeita conjunção com seu Júpiter. Não vai sobrar uma lantejoula sequer da máscara, ou seja, vc vai conseguir olhar para todas as defesas que seu medo construiu e elas não vão mais funcionar. É comum também a gente se lembrar de todas as mágoas, sacanagens e abusos que sofreu durante a vida e se a gente se deixa levar por isso o mundo começa a ficar terrivelmente assustador. Na verdade é uma imensa oportunidade de cura, pois muitas das coisas que estavam na sua psique minando sua auto estima e te conduzindo inconscientemente para o isolamento virão para fora e vc pode fazer aquele Arra! Te peguei! Bom buscar ajuda, pois um bom terapeuta pode estar ao seu lado quando vc confrontar seu(s) monstro(s) e isso pode te dar coragem. Vc já assistiu "Onde Vivem Os Monstros" (Where the Wild Things Are - direção Spike Jonze, 2010)? É muito didático sobre isso.
E agora Saturno. Bom, espero que nessa altura do campeonato, se preparando para o segundo retorno desse Titã, ele já não esteja assim tããão rígido e vc já tenha aprendido a puxar o curriculum vitae toda vez que ele começa com aquela conversinha de que vc não vai dar conta, né? Com a configuração do seu mapa tenho certeza que vc já deu conta de muuuita coisa, e vai dar conta dessa também. Nesse sentido Saturno pode ser uma grande proteção para a bomba atômica plutoniana. Saturno tem a ver com a autoridade que conquistamos com nossas experiencias de vida, e nesse sentido é a nossa conquista mais pessoal, portanto não pode ser tirada por algo externo. Se vc conseguiu seguir as ambições de seu coração, como comanda saturno, hj vc já sabe do que é capaz e pode se sustentar como uma mulher adulta. Plutão muitas vezes nos obriga a lidar com questões de poder, e quando o poder e a autoridade se encontram a coisa pode ficar grande. O poder não é uma conquista, é um lugar de controle, e se vc confundir essas coisas pode sofrer bastante. Poder a gente ganha e perde, é algo maior que nós, e a gente tem que usar com sabedoria quando está com ele e deixá-lo ir quando é o momento. Touro fica bem feliz quando tem o controle e odeia deixar ir qualquer coisa, vc deve saber disso, né Mônica? Aí sofrimento... Plutão dá coisas para depois tirá-la e te ensinar que morte faz parte da vida... Essa sua combinação de mapa também pode sofrer muito por conta de uma entidade imaginária chamada "os outros", que não existe mas que as pessoas ouvem falar, pensar e comentar sobre sua vida de maneira constante. Freud chamava isso de Super Ego, e eu chamo de velha fofoqueira internalizada. Plutão adora desafiar a velha fofoqueira, e vc vai ter que aprender que "os Outros" não existem, pois vc vai ter que ir além da sua boa imagem social para enfrentar esse processo. Quando vierem dúvidas, fique nelas um tempo em vez de correr em busca de respostas, pois assim vc pode encontrar novas respostas; quando vierem os medos, pergunte de onde eles vem e vá com eles até a origem real - geralmente infantil -; quando a depressão bater a porta vá fazer exercício e gastar essa raiva (pra mim caminhar é milagroso). Enfim, cara mia, sei que emoções e sentimentos não é seu forte, mas não precisa ter medo deles. Se vc olhar nos olhos eles ficam muito mais palatáveis. E veja esse filme.
Abraço e tudo de bom. Precisando mais, escreva

Mônica Meirelles disse...

Excelente... vamos lá!!Gratidão mais uma vez. Vou procurar o filme com certeza!!

Teca Dias disse...

:)

Anônimo disse...

Teca...Meu namorado tem no mapa natal sol oposto a plutão (tadinho) Sol na 11. pois agora plutão ta em transito na 7 e conjunto com Neturo e urano natal (que estão em conjunção). Eu como namorada to preocupada rssrsrsr com aspectos da 7 , vamos casar? sou de aquario asc em aquario

Teca Dias disse...

Ó noiva aquariana, se vcs querem se casar não será o Plutão que irá impedí-los. Seu noivo não deve estar passando por uma fase muito tranquila, mas talvez tenha mais reflexos na vida profissional que na amorosa. Pessoas com pontos importantes em signos cardinais (aries, libra, câncer e capricórnio) estão tendo que mudar hábitos e estruturas de vida e isso pode trazer certa instabilidade. Se ele já tem um sol/plutão, então já convive com essa força desde que nasceu. A menos que seja muito inconsciente a respeito e projete a sombra nos outros - e se coloque como vítima -, vai poder lidar muito bem com nosso amigo nas parcerias. Leia sobre Plutão em Capricórnio e Urano enquadrado com Plutão para saber mais sobre o que está acontecendo no céu; talvez isso te ajude a entender que as mudanças que podem acontecer têm objetivos de expansão bem bacanas. Para quem sobreviver, claro... Hehehe... Meu último post fala do Plutão nesse momento. Tudo de bom, anônima e feliz casório!

Anônimo disse...

Oii, estou em transito de plutão em quadratura com marte. Eu estou muito preocupada com acidentes/morte.. tenho uma viagem programada há um tempo, não posso desmarcar. Queria saber os cuidados que tenho que tomar. E se esse transito acontece com muita frequência. Todo mundo já passou por ele?
Queria palavras que me deixassem mais calma, o que eu sinto é não poder sair de casa.

Anônimo disse...

Olá, eu sou a mesma pessoa que fez o comentário em relação a plutão quadradura com marte. Tenho também a questão de que meu ascendente é capricórnio e é aonde está Plutão nesse momento. Em que graus ele pode ser pertubador? Quando está entrando o saindo? Grau 0° e 30°? Desculpe minhas perguntas neuróticas, mas estou procurando informações sobre isso e olhei vários sites e achei esse o melhor.

Teca Dias disse...

Calma, Anonim@, posso garantir que vc não é a única a passar por isso, mas se vc ficar assim com certeza seus pensamentos vão construir coisas desagradáveis para vc. Então vamos lá: respire... de novo: respire... de novo: respire! Muito bem.
Não entendi se é o Plutão no céu de agora que está enquadrando seu Marte Natal ou se é o Marte no céu que enquadra seu Plutão. No primeiro caso é um processo lento que vc começa a sentir uns 6 graus antes e até uns 6 graus depois vc ainda estará tendo que trabalhar com isso. Para todo o transito, nesse caso de Plutão em Capricórnio, vc pode contar com uns 7 anos de processo de purificação do seu Marte. Se fôr o contrario, Marte fazendo aspecto com seu Plutão Natal, então é algo bem mais tranquilo: Marte tem um ciclo de mais ou menos 2 anos, passando cerca de 2 meses em cada signo, então logo logo ele vai deixar seu Plutão em paz. Quer saber o que pode acontecer nesse caso? É só vc lembrar como foi a 2 anos atrás.
Quanto ao Plutão no Asc pode contar com um grande processo de limpeza psíquica profunda, e se vc é assim ansiosa eu recomendo veementemente uma terapia, pois esse medo vem de coisas que acontecem dentro, e não fora, eu te garanto. Pode contar com influencias diretas a partir dos 6° antes do grau exato e 6° depois. Sim, muuuuuito tempo, para vc poder ir devagar e com cuidado. Mas cara anonim@, não deixe de ir porque aí o bicho pega. Meditação também ajuda, viu? Vc vai encontrar bastante coisas que ando escrevendo sobre Plutão. Esses são trânsitos realmente perturbadores, principalmente no início, mas que não visam sua destruição, mas sim um aumento da sua consciência. No caso de Plutão principalmente consciência de seu lado destrutivo. O grande risco é vc esquecer da sua parte bacana, já que esse Titã coloca lentes de aumento no lado horrível que não quer ir para o céu e que nos habita. Hora de olhar o inimigo nos olhos para curar isso e parar de ficar escondendo de vc quem vc é. Trabalho pra gente grande. Com ajuda é melhor.
Boa sorte e boa transformação

Mª Ester Santiago disse...

Oi,
Seu texto é esclarecedor e muito bem escrito. Suas palavras conseguiram tocar minha alma e entendimento sobre o assunto.
Voltarei aqui mais vezes, para "beber na fonte que você recebe da FONTE".
Obrigada por compartilhar, e que a VIDA retribua em tudo que você precisa.
Namastê!!
Ester Santiago

Teca Dias disse...

:D

Apenas eu... disse...

Então a paixão é uma das armas de Plutão...
Eu pensava que isso era coisa de Vênus.

Teca Dias disse...

A Vênus está muito mais conectada com o nosso prazer em seduzir, Apenas eu, e a paixão em sua origem quer dizer sofrimento. Ok, desde Freud aprendemos que é possível ter prazer com o sofrimento, mas não é essa a função venusiana a princípio.

Anônimo disse...

Olá Teca!
Estive a observar a minha revolução solar para 2016 e vou ter Júpiter, Vènus e Mercúrio na casa 8 a fazer trígonos com Plutão que se encontrará na casa 12. Urano na 3 a fazer trígono ao Sol que se encontrará na 7. No entanto, terei a Vénus da 8 a fazer oposição a Neptuno q se encontrará na 2. Terei tb lua na 1 a fazer trígono a Júpiter. O que me pode dizer sobre estes trânsitos? Obrigada

Célia

Teca Dias disse...

Nossa, Célia, podia ficar falando horas só sobre esses aspectos da sua revolução, realmente não caberia em um comentário de postagem. De qquer modo, essa ênfase em casa 8 e Plutão de 12 falam de visitas constantes ao inconsciente, então seria bem bacana estar acompanhando isso através de terapias para que elas ganhem forma - ênfase em Virgem - e não se percam com a oposição de Netuno. Urano e Sol em casas de comunicação - com o meio e com o Outro - podem te ajudar nisso através de escrita, apesar de que como esse trígono está em fogo vc pode aproveitar isso em coisas como teatro por exemplo. Bom ano para se expressar, hem? Que seja muito bom, Célia!!

Anônimo disse...

Obrigada, Teca!
Sou professora. Espero bem que estes trânsitos me ajudem a arranjar colocação numa escola. Quanto ao dinheiro, não sei como vai ser, já que tenho bons trânsitos ligados à 8 mas depois aquele neptuno estraga tudo :(
Célia

Teca Dias disse...

Netuno não precisa ser sinônimo de problemas financeiros, Célia, muitas vezes ele se conecta a $ vindo de fontes inesperadas. É bom tomar cuidado com os consumos por impulso e cultivar valores mais imateriais também. Se vc tem algum acerto financeiro judicial, esse também pode ser um bom momento para acertar isso. Colocação profissional tem que olhar casa 6 e MC para ver. E não se esqueça que a Revolução tem quer ser vista em comparação SEMPRE com o mapa natal, então olhe como está seu ascendente e seu MC da revolução em função do seu natal para saber melhor como será o ano novo. Boa sorte!!!!

Anônimo disse...

Obrigada, Teca! Bom ano para ti!

Célia

Valdemar Freitas disse...

Wow! Que texto maravilhoso! Interessante é que cheguei aqui porque buscava informações a respeito do aspecto entre lua e plutão. E bem num dia plutoniano de Lua e Marte em Escorpião, né? hahaha. Teca, eu desde os meus 14 anos, sou fascinado por astrologia e sempre estou pesquisando a respeito. Tenho Urano em Sagitário (casa 9) e talvez isso explica o meu interesse. Pois bem, estou com 30 anos e vivi, há pouco, o tão famigerado retorno de saturno na casa 8 (Escorpião). Nossa, foi tenso! Foi quando eu confrontei as minhas sombras, passei a entender a profundidade da vida, busquei entender a morte, vivi perdas, crises emocionais, senti um vazio interior, um sentimento de profunda solidão, uma sensação de que o chão me fora tirado, sabe? Mas, foi quando eu senti um impulso para uma mudança interior. Foi quando eu me voltei com mais interesse para as questões místicas/espirituais. Remodelei minha vida. Cortei coisas que não mais servia. Fui forçado a me libertar de amarras e de prisões emocionais, existenciais, como a religião, por exemplo, que, longe de me fazer bem, só me fazia mal, rompi relações que não me acrescentavam, passei a ver as coisas além da superficialidade, comecei a comunicar coisas da alma, assuntos esotéricos e com profundidade, me vinculei a pessoas em mesma sintonia que eu e que veem a vida de forma mais espiritual. Porém, a solidão continua porque perto de mim não encontro pessoas que tem a mesma ânsia que eu de vivenciar uma espiritualidade sem amarras e os que são como eu moram longe e são virtuais. Acho que estou cumprindo meu Júpiter em Aquário, na casa 11, né? hahaha. Então, enquanto eu pensava que tudo era por intermédio apenas de Saturno, não me atentava que também estava vivendo a quadratura de Plutão com meu sol, vênus e mercúrio natais em Áries (casa 1). E, para ajudar a aumentar o redemoinho existencial, Urano no meu ascendente (Áries) e tocando todos esses planetas também em Áries, me fez querer desapegar de tudo que é regra que me limita. Foi quando joguei pro alto as crenças limitantes e passei a viver a minha verdade, a minha essência, de fato. Transformação em cima de transformação. Mas, no plano afetivo, ninguém. Aff! hahaha. Estou com Netuno transitando a minha casa 12 (Peixes) e, sem dúvida, isso potencializa o meu anseio por crescimento espiritual. Aliás, eu possuo Netuno no MC no mapa natal (Capricórnio) fazendo trígono com Lua em Virgem e há fortes possibilidades de viver experiências místicas. E por falar em Lua em Virgem, também possuo Marte natal em Touro, ambos em signos de terra, fazendo trígono com o Plutão em trânsito em Capricórnio. Pois, apesar do trígono, as questões relativas à profissão e dinheiro são as que não se resolvem, onde encontro dificuldades grandes. Tudo está nebuloso nesse sentido. Pode ser porque tenho Netuno no MC. Sendo assim, os assuntos espirituais e a astrologia podem ser os que devo mais me dedicar nessa época, né? Tu achas que estou aprendendo direitinho as lições de Plutão? hahaha. Gratidão pelo texto! Bjs astrais!

Valdemar Freitas

Teca Dias disse...

Que ótimo relato, Valdemar, grata! A vida fica muito mais leve depois que se passa pelo peso de um processo de Plutão. E a sua geração é mesmo especial, pois nasceram com esse Plutão domiciliado em Escorpião além do Saturno nesse signo, e pelo que tenho acompanhado isso realmente é algo que merece relatos para a posteridade; é como se vcs não pudessem deixar de olhar toda a loucura do mundo em si. E nesse sentido vc deve estar observando que ou vc encontra alguma forma de espiritualidade - eu prefiro chamar isso de formas de olhar para si de uma maneira mais ampla - ou a loucura estará sempre rondando. Claro que hoje em dia os fármacos podem adiar por algum tempo esse processo, mas parece que as consequências não são muito bacanas. Quanto ao trígono de Plutão com seus astros em Terra, o que a gente percebe é que com Plutão não tem isso de trígono, quadratura ou conjunção: qquer aspecto nos obriga a revelar o lado mais sombrio e olhar com consciência pra isso. Pode ajudar a te esclarecer melhor os propósitos do seu Netuno de MC, mas antes de ver a parte transcendente disso é importante olhar para as ilusões e atalhos que ele pode te induzir também. O que se percebe com esse Plutão em Capricórnio - e também com o Urano em Áries em aspecto tenso -, é que tudo aquilo que era feito de uma maneira torta está vindo para fora e isso dá a oportunidade de fazer de novo de outra maneira. Muito duro, pois a gente estava acostumado e já sabia como conviver com essas coisas tortas, mas uma baita oportunidade de crescimento, sem dúvida! Parabéns pela coragem, ariano, e não se preocupe que muitas pessoas já estão se ligando que existem outras maneiras mais bacanas e conscientes de se viver, e vc daqui a pouco está encontrando uma boa parceria, é só se manter aberto. Só lembre a sua Lua que muitas vezes a gente se protege de relacionamentos criticando o outro, tá?
Tudo de bom pra vc :)

Anônimo disse...

Ola boa noite a todos meu nome e silvia Nasci em 24/10/1978 as 09:15 em Brasília
Sou leiga em astrologia uma amiga fez pra mim um mapa no astro. Com e me mostrou Estou passando por uma fase muito difícil da vida, perdendo tudo e todos minha vida foi devastada, pensamentos suicidas, depressão, estagnação falta de forças desespero essa minha amiga tem algum conhecimento de astrologia e me disse que isso que estou paddando e por causa de plutao quadratura plutao

Teca Dias disse...

Oi Silvia.
Muita hora nessa calma. Todas as pessoas que nasceram em anos próximos ao seu estão com Plutão enquadrado com Plutão, pois esse é um planeta que trabalha através de toda uma geração. Aliás, a sua geração está mesmo tendo que trabalhar bastante, pois não só o Plutão está enquadrado com Plutão mas também em oposição a Urano, obrigando vcs a verem o que está morto e o que está vivo e mudarem tudo que era só pra inglês ver, e também Netuno está enquadrado com Netuno, e isso coloca em cheque o que é delírio e o que é realidade. Pois então, essa é a grande oportunidade para ver o que é realmente importante, em que vc se apoia para viver e quem realmente vc é. Coisa pra gente grande. Apesar de muitos médicos receitarem pílulas mágicas para resolver as depressões-ansiedades-medos que acompanham esse processão, é importante ver que essas coisas são consequências de uma transformação muito profunda que está acontecendo, e essas emoções aparecem não por que acontece algo ruim, mas porque está acontecendo algo novo, desconhecido, e que vai te levar para algo diferente. Isso quer dizer sair da zona de conforto, onde vc tem controle da situação, e vivemos em uma sociedade bem burra para lidar com isso. Olhando seu mapa se pode ver que tem muita coisa acontecendo, além do Plutão e dos outros transaturninos em conversas animadas. Se vc procurar um astrólogo - que ainda não pode ser substituído por um programa de astrologia - ele poderá te dar um diagnóstico mais profundo do que está acontecendo, mas para além disso, é bem bom que vc busque ajuda para poder aproveitar esse momento em vez de se perder nele. Qualquer terapia que vc possa fazer vai te ajudar, e, além disso, tenho verificado que fazer meditação faz toda a diferença. Como vc tem a Lua em Leão, poder expressar o que vc sente de maneira artística, com desenho, música, dança ou o que for, também ajuda a entender o que vc sente. Esse é um momento especial e que não se repetirá nessa sua vida. Aproveite muito!!
Tudo de bom

Hugo disse...

Olá Teca, já tinha visto esse texto em 2013, inclusive comentei no mesmo naquela época. Estava com uma mega tensão de plutão e urano em cima da minha lua ariana em 2013 (o primeiro em quadratura e o segundo em conjunção), tive depressão entre 2010 e 2012, passei uma grande explosão emocional que durou um bom tempo, meu lado emocional ariano ficou muito evidente: estava sem paciência pra tudo, mandava a m* tudo que me atrapalhava, não era raro eu entrar em discussões intermináveis (tenho lua na casa 3), percebi como tinha guardado coisa no meu lixo emocional, inclusive fui assaltado a luz do dia em minha faculdade. De repente peguei um grande impulso de crescimento emocional e pessoal que nunca tinha vivido, passei a aceitar meus podres mais profundos (tenho um sol escorpiano que já está naturalmente em conjunção forte com plutão na casa 10 junto também com júpiter, e ainda um ascendente a 27 graus de capricórnio), além disso do final de 2013 até o final de 2014 passei por uma conjunção arrebatadora de saturno sobre esse trio de planetas que tenho em escorpião, junto a isso saturno também estava em quadratura com meu marte em leão na casa 8 que também naturalmente se encontra em 3 quadraturas bem difíceis com o meu sol,júpiter e plutão em escorpião. Teca do céu, me senti muito paralisado com essa conjunção, fiquei entre a compressão que saturno fazia sobre meu sol e a excitação de plutão sobre minha lua ariana, uma nova e maior explosão emocional estava vindo, eu me aborreci muito com vários pontos da vida, me matava pra procurar emprego mas sempre levava um não, fiquei atordoado com a situação, já que com quase 20 anos estava muito difícil para eu arranjar um emprego, inclusive um "amigo" meu me fez de trouxa com uma promessa de emprego que me deixou ainda mais pra baixo, repentinamente desfiz algumas amizades, comecei a questionar insistentemente se eu estava na faculdade certa, acabei me afastando do meu curso em 2015 para repensar sobre minha trajetória. Só foi saturno sair de cima do meu sol e plutão diminuir sua quadratura sobre minha lua em janeiro de 2015 que repentinamente consegui um estágio que me proporcionou uma evolução pessoal magnífica, consegui melhorar muito no quesito paciência, pois meu estágio é focado em atendimento a diversos públicos e situações de crise (trabalho no INSS). Depois de tudo isso hoje estou outra pessoa, muito mais seguro de mim e com muito mais empolgação para viver.

Teca Dias disse...

Nossa, Hugo, que depoimento incrível, super grata! Passar por um processo tão forte e difícil e seguir caminhando até surgir a Luz novamente é o maior ato de coragem que podemos ter. E isso tudo sendo tão jovem. Verdadeira narrativa heroica, caríssimo. Parabéns!!

Adriana Andrade disse...

olá Teca sou cancer nascida no dia 10/07/1972 pelas 23h e 30m em Portugal.
entrei por acaso em um site onde poderia elaborar o meu mapa astral, como sou curiosa e já passei por momento dificeis ( um casamento abusivo durante 12 anos), consegui libertar me dessa situação pedido divorcio em 2015. Mas voltando ao assunto do mapa astral realizado online fiquei um pouco assustada com o veredicto porque no mapa astral tenho plutão oposição lua e plutão oposição sol de 2017 a 2020. um beijinho.Goreti

Teca Dias disse...

Oi Goreti, ou seria Adriana? Realmente está acontecendo um monte de coisas no seu mapa e portanto em sua vida. Mas em primeiro lugar, parabéns por conseguir sair de uma relação abusiva de tantos anos!!! Isso é realmente heroico e importante, principalmente tratando-se desse momento astrológico. Esse acontecimento importante em sua trajetória está conectado a Urano entrando no seu ascendente e enquadrando com sua conjunção Sol/Lua em Câncer. E agora Plutão: vc conseguiu ver em vc a parte que abusava de si mesma? O que vc fez com a raiva e o medo de tantos anos de abuso? Plutão é aquele que pega o filme bacana que a gente estava fazendo de nós mesmos para apresentar no final e simplesmente queima isso e mostra o lado sombrio de quem somos. Não é fácil e não é simples, principalmente pra vc com um caráter tão canceriano (brincamos dizendo que câncer perde o braço mas não perde o vínculo)que vai ter que enfrentar o medo de rejeição por não ser toda linda e luminosa. É bem importante passar por esse processo com o apoio de alguém que vc confie, que vc possa mostrar isso de maneira segura, como em um espaço terapêutico, por exemplo. Não sei o que vc leu para ficar assustada, mas realmente é uma época em que precisamos ir mais fundo em quem somos de verdade, sem enfeites. Logo acima do seu comentário tem a história do Hugo, que conta como foi para ele um processo parecido com o que vc estará vivendo, e vale a pena vc ler.
Eu estarei torcendo, Goreti, pois precisamos muito de pessoas curando o próprio lado escuro, e Plutão nos dá a oportunidade de olhar a sombra nos olhos e transformá-la em sabedoria. Boa sorte! Abraço de coração

Adriana Andrade disse...

olá Teca o meu Nome é Goreti Adriana, desde já quero agradeçer a reposta ao meu comentário, e fazer uma rectificação. o meu horário de nascimento está errado de facto nasci ás 22h e 30m em Portugal, não as 23h como tinha mencionádo. um grande beijinho de coração e muito obrigada

Teca Dias disse...

:D